Amor em 59 poemas

8,40 

Meu coração tardou. Meu coração
Talvez se houvesse amor nunca tardasse;
Mas, visto que, se o houve, o houve em vão,
Tanto faz que o amor houvesse ou não.
Tardou. Antes, de inútil, acabasse.
Meu coração postiço e contrafeito
Finge-se meu. Se o amor o houvesse tido,
Talvez, num rasgo natural de eleito,
Seu próprio ser do nada houvesse feito,
E a sua própria essência conseguido.
Mas não. Nunca nem eu nem coração
Fomos mais que um vestígio de passagem
Entre um anseio vão e um sonho vão.
Parceiros em prestidigitação,
Caímos ambos pelo alçapão.
Foi esta a nossa vida e a nossa viagem.

Fernando Pessoa

REF: 9789896655266 Categorias: , , Etiquetas: ,

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 12,5 × 18 cm

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Amor em 59 poemas”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *