A Escultura Sem Rosto

14,40 

O 25 de Abril de 1974 tinha acabado de acontecer. O amor entre Ana Rita, filha de um brasileiro de torna-viagem, e Pedro Quaresma, de ascendência cigana, conduz-nos a uma viagem num tempo que já não volta mais. Aqui redescobrimo-lo, assim como o amor e o sexo… «desligada dos sentimentos, a sexualidade desdobra-se como um deserto onde se morre de tristeza» (Milan Kundera). Fazer poemas e escrever cartas apaixonadas deixaram de fazer parte do ritual de iniciação amorosa: tornaram-se obsoletas mas, no entanto, fazem parte da nossa memória colectiva, são documentos preciosos para o estudo da História das relações amorosas e das Mentalidades. Hoje é difícil falar daquele romantismo onde sonhar com um beijo, muitas vezes roubado, era um troféu. Falar de amor é conversar sobre o verdadeiro sentido da vida, é o sentimento que lhe dá cor e prazer. Como afirmou Salman Rushdie, «(…) o amor é o único assunto. na vida humana tudo é acerca do amor ou da sua ausência.»

Em stock

REF: 9789898574695 Categorias: , , Etiquetas: ,

N/A

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 14 × 21 cm

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “A Escultura Sem Rosto”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *