História do Gato Laró e do Pardalito que fazia piu piu

13,50 

A história do Gato Laró e do Pardalito que fazia piu piu é simples e exemplar. Conta-nos o espanto de um homem muito viajado perante a “cena de pasmar” de um gato lamber a asa ferida de um pardalito, em vez de o matar e comer. É, pois, uma história exemplar: mostra que, para lá das ideias que fomos criando ao longo da história humana em relação à natureza e aos animais, há princípios e valores fundamentais que devemos salvaguardar e preservar. O respeito e a solidariedade estão na linha da frente com a liberdade e a tolerância. Indicam-nos a responsabilidade de cuidarmos de todos os seres. Humanos, animais, vegetais e minerais. Especialmente os mais frágeis. Para que possamos viver num mundo “em que vale a pena crescer”.

Das ilustrações, brilhantes e belas, diremos apenas que, como os antigos vitrais, dão luz à História do Gato Laró e do Pardalito que fazia piu piu. Iluminam-na.

José Alberto Damas, natural de Cerejo - Pinhel, residente em Penafiel, é licenciado em Filosofia pela FLUL, com mestrado em Administração e Planificação da Educação pela Universidade Portucalense com a dissertação A Educação como Comunicação Normativa, tendo como orientador o professor Adalberto Dias de Carvalho. A dissertação foi editada em livro pela Universidade Portucalense.
Participou com comunicações em congressos e encontros nacionais e internacionais na área da Filosofia da educação.
É professor de filosofia no ensino secundário e foi professor no Instituto Superior Politécnico Portucalense e da Universidade Portucalense no curso de Educação Social e professor convidado em curso de pós-graduação e de mestrado na área da educação.

Informação adicional

Dimensões (C x L x A) 16,4 × 23,1 cm

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “História do Gato Laró e do Pardalito que fazia piu piu”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *